sábado, 20 de dezembro de 2008

Carta ao Papai Noel

Carta ao Papai Noel

Querido Papai Noel,

É estranho estar escrevendo essa carta, pois há muito tempo deixei de acreditar em você. Sério, foi um momento difícil, nem me lembro muito bem, mas sei que foi difícil. Sei porque lembro de quando acreditava, da magia que o Natal carregava, do quanto eu aguardava a meia-noite, de como era lindo imaginar a família reunida. O céu era mais estrelado, as pessoas eram mais amigáveis, até os especiais da Globo eram legais. E a música da Simone? Era a melhor música do mundo! Eu amava o Natal e amava você. Na verdade, eu não esperava presentes, claro que eu gostava né, mas eu preferia esperar esse espírito natalino que creditava a você.

Mas, de repente, você sumiu. Imagino que por isso o Natal perdeu toda magia que existia para mim. Comecei a achar que você vestia roupas muito pesadas para os países tropicais e comecei a questionar como você atendia tantas crianças no mundo em tão pouco tempo. Primeiramente julguei que você favorecia os rico, só queria saber da parte norte do planta. Depois, veio a revelação. Descobri que você realmente não existia, que não passava de uma invenção dos homens de marketing, uma figura criada para estimular o consumo... Você foi criado para iludir as pessoas, elas esquecem que o aniversariante é Jesus Cristo e que ele é o real motivo de toda essa festa. Que decepção velho barbudo. Foi revoltante. Tive vontade de explodir o Pólo Norte! Culpei todo mundo, quase virei punk (se fosse hoje, seria emo).

Os anos passaram. As ceias se tornaram chatas. A Globo e seus especiais se tornaram descartáveis. E a Simone se tornou insuportável. Porém, ah porém, eu cresci, mudei conceitos, evolui. Continuo lamentando que o Natal tenha se transformado nesse festival de consumismo, mas vi o lado bom da coisa. Vi que, bem ou mal, as pessoas se motivam a fazer o bem, que a caridade se torna um ato comum neste período. Vi que os comerciais estão mudando, falam mais em sentimentos, em sensações, ou seja, preferem falar de coisas abstratas do que induzir o sujeito a comprar desesperadamente.

Por isso Papai Noel. Defino você como uma coisa abstrata, não um homem barbudo, vestido de vermelho, com trajes pesados e renas voadoras. Você é o que as pessoas criam. Existe de muitas maneiras, podemos te reinventar a cada ano.

Sendo assim, vou fazer um pedido. Quero voltar a ter o sentimento de infância, desenhar você com cores intensas no meu pensamento. Peço que os homens acreditem no bem e façam o bem todos os dias. Que voltem a ser crianças então.

Papai Noel, eu quero ignorar os céticos, quero voltar a acreditar no Natal como acreditava antigamente.


Ta tocando no iPod: Slogans - Bob Marley & The Wailers

Obs.: Por favor, comentem o que quiser, mas leia o post por inteiro.

19 comentários:

  1. Kra, adorei a carta...xD
    Eu acho que nunca acreditei em Papai Noel, sério mesmo...
    E aff, ter que aturar Roberto Carlos na Globo é foda, não ?!
    Abraços...
    (www.seriescom.wordpress.com)

    ResponderExcluir
  2. Ontem mesmo eu estava conversando com meu irmão sobre isso... Ah, e sei de uma curiosidade que cabe agora. Você sabia que o Papai Noel só é vermelho por causa da campanha da Coca-Cola? Na verdade, os primeiros Barbudos usavam uma roupa verde, mas a querida Coca passou a associar a imagem do velhinho à sua marca e ninguém mais se lembra de que elE na verdade usava roupa verde. É mais uma forma de apelação subliminar que a Coca nos impõe... E nós, continuamos a bebê-la!

    Um amigo me pediu para que eu escrevesse uma carta ao Papai Noel, nunca havia pensado nisso, ainda não sei o que pedir...

    aH, outra coisa, quero te indicar um texto muito bom de um cronista cearense chamado Airton Monte, o nome do texto é : Carta ao Papai Noel. Leia, você vai gostar muito!

    Bom dia!

    ResponderExcluir
  3. Essa da Coca Cola eu sabia, foi logo que eu descobri que Papai Noel não existia, quando era criança...

    Mas não sei se é lenda urbana ou comprovado mesmo...

    Valeu pela visita e pela dica, vou procurar ler.

    ResponderExcluir
  4. é tao bom pode acreditar nessas coisas, msm sabendo la no fundo que elas nao existem,axo que natal ninguem lembra de jesus msm,so de presente,pq é o que importa

    ResponderExcluir
  5. óoooooooootimo!
    adorei meeesmo.
    e a trilha do momento, Bob, maravilhasss.

    ResponderExcluir
  6. t6e resp sim a banda tem sim
    http://www.myspace.com/agnelaoficial

    e da uma leitura nessa materia
    http://fabandaagnela.blogspot.com/2008/12/banda-agnela.html

    http://fcbandaagnela.mex.tc/

    ResponderExcluir
  7. pior que eu continuo acreditando nele. e esse ano fiz mais uma listinha dos presentes que quero. a listinha tá lá no meu blog (o último post)

    ResponderExcluir
  8. Nunca tive a imagem do papai noel entregando presetens na minha casa, meus pais me desacreditaram quando eu era bem novo, mas a inocência de uma criança é muito legal.

    Grande abraço

    http://ccdodia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Putz, muito maneira..

    É, eu nunca acreditei em papai noel...

    Mas, eh sempre bom acreditar em coisas boas e que lhe façam bem, o ruim eh que as pessoas realmente o verdadeiro sentido do natal.. ngm fala de Jesus, só no bom velhinho.

    www.cupuladosleprosos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. pra qual endereço tu mandou? hehehehe
    eu tinha o cd da simone também! era ótimo! ouvia sem parar, hoje também acho insuportável. tal como os especiais da globo!
    enfim, menos mal que o natal voltado pro capitalismo mudou um pouco e que a são os sentimentos de solidariedade e compaixão que predominam, pelo menos pra mim.
    acreditar no papai noel faz parte da nostalgia que sempre vive em mim! que nem buscar a cestinha que o coelho da páscoa escondeu. enfim, a gente cresce e começa a perceber que nem tudo é verdade. e ainda tenho muito mais coisa pra ser revelada! :)

    ResponderExcluir
  11. O Natal é uma ótima data, o que mata são os parentes chatos..rs..

    www.olhaquemaneiro.com.br

    ResponderExcluir
  12. mt engraçada apesar de antiga

    o som é melhor ;D

    ResponderExcluir
  13. ??????

    Cara tu leu o post?
    Antiga? Engraçada?

    Realmente não entendi seu comentário...

    ResponderExcluir
  14. É o que eu mais sinto falta, o verdadeiro espirito de natal.
    Não vejo mais graça em comemorar essa data, viro tudo um jogo de marketing, viro uma paranoica corrida capitalista.

    ResponderExcluir
  15. Adorei sua carta...
    eu tbmm queria volta a acreditar...
    sinto falta do espirito do natal

    ResponderExcluir
  16. Adorei o texto! Muito bonito e traduz o que eu sinto e o que muita gente sente. É triste ver que o Natal não é visto da forma como deveria. Que tudo está ligado a uma ilusão e que não se consegue manter a magia da data sem ela. Por favor, se você conseguir voltar a viver o Natal como nos tempos de criança, me ensine como. Um Abraço.

    ResponderExcluir
  17. qual o problema do natal do jeito q tá?

    VIVA O CAPITALISMO!!!


    --
    www.moolegal.wordpress.com

    ResponderExcluir
  18. cada um pega pra si um sentido do natal ..ou nenhum...

    abç e feliz 2009

    ResponderExcluir
  19. Já acreditei em Papai Noel...e pra mim tb foi muito triste descobrir que não existia e que tudo não se passava de uma jogada bem inteligente de mkt...porém nunca perdi o espirito do natal...entendi a não existência do bom velhinho mas sempre tive presente comigo o espirito do natal.
    Epero que não perca este espirito até pq será inevitável passar ele pra teus filhos....

    ResponderExcluir

Obrigado por estar aqui.
Comente! Afinal este espaço também é seu.