terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

O tempo


O tempo é um cara engraçado. Ele adora brincar com nossas vidas. É um pentelho, mas é sábio quando se expressa. Sabe exatamente como mover os ponteiros de um relógio, sabe exatamente como e quando encerrar um ciclo.
Quando uma coisa é legal, o tempo passa rápido. Ele não caminha, ele aprende a voar. Mas vai por mim amigo leitor(a), ele realmente sabe o que faz. Se durasse um minuto a mais, já não teria mais graça, talvez até perdesse o sentido.
Já quando uma coisa é chata... Ah quando ela é chata o tempo insiste em dar um passo pra frente e dois para trás. Ehh cara chato! Fica amarrando, rindo do seu tédio e da sua impaciência. E novamente repito: ele sabe o que faz. Se durasse pouco você não ia aprender muito, não ia aprender as lições que o tempo quis te ensinar. Ele é formado em piscologia, pedagogia e outras faculdades por aí...

O tempo é tão peralta que quando ele passa correndo por nós, as coisas assumem uma nova cara. Aquele tempo de colégio que era tão chato passa a ser inesquecível e vale ouro na nossa memória. É aquele tempo bom é o que não volta nunca mais!
Mas não vamos cometer injustiças.
O tempo só quer ter um amigo. Só quer ter uma pessoa que entenda sua metodologia, sua forma de agir. Se você sabe lidar com o tempo, ele vira seu melhor aliado. Ele odeia o relógio. O relógio adora controlar o tempo e limitar sua atuação. Então, esqueça o relógio por um tempo. Esqueça de cuidar o tempo. Não importa se aquele bom momento passou rápido demais, ele pelo menos passou. Você aproveitou ou ficou cuidando o tempo?
Ta tocando no iPod: Sobre O Tempo - Pato Fu
Obs.: Sim o banner ta com problemas, tentarei solucionar o quanto antes, mas não entendo bulhufas de html!

9 comentários:

  1. Eu tenho medo do tempo. Ainda mais em época de aniversário! Pronto falei! Hahaha. Que o tempo não me condene!

    Ah, hoje é aniversário do ABóboras! Uhuhu!

    ;*

    ResponderExcluir
  2. nem tenho o que falar....alem de dizer que o tempo faz tu escrever cada vez melhor!!!!
    Portanto esqueça o relogio...faça suas coisas ao seu tempo...mas não deixe que ele passe muito de pressa, pra que fique na lembrança o tempo que passou!!!! Sou sua fã Nº 1

    ResponderExcluir
  3. Que tempo safado né?! Não sei se daria, mais talvez a vida sem ele seria interessante.

    ResponderExcluir
  4. Vi em um filme( A Loja mágica de Brinquedos) uma coisa bem legal.

    "Nossos corações batem, nossas mentes criam e nossas almas ingerem. 60 segundos bem aproveitados equivalem a uma vida!!!"

    Parabéns pelo post, e este foi um tempomuito bem gasto por mim viu? e sem controlar a hora!!rsrsrsrs

    Abração

    ResponderExcluir
  5. Minhas anormalidades? Sim, completamente minhas.. e temo dizer que o que escreverei agora sera mais anormal que o anterior, porque não houve ovos.. mas alguma coisa acabou comigo!

    Adoro o jeito como voce escreve tambem! E realmente, o tempo sabe o que faz... o tempo decidi, o tempo determina e sobretudo, o tempo nos afeta de um modo que nem palavras podem afetar! Vem a velhice, vem a idade.. vem os problemas! òtimo trabalho!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, quantas coisas em comum! Obrigada pelos parabéns, Fábio!

    ;*

    ResponderExcluir
  7. Eu não tenho medo do tempo... Ainda não!

    Mas não gosto quando ele passa rápido. E não me refiro aos momentos bons que gostaria que durassem para sempre. É triste olhar para trás e ver que já se foi o mês de janeiro. Na verdade, acho que isso é culpa do relógio. Deve ser por isso que o tempo o odeia. É ele quem nos prende à rotina e compromissos. É ele que cria horários que nos priva de viver cada momento...

    Ótimo texto, Fábio.
    Um BEijo;*

    ResponderExcluir
  8. Tem um selinho pra vc em meu blog!
    Abração

    http://xodozindoplaneta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. E foi há algum tempo, que ouvi uma das coisas mais sábia sobre o Tempo. Minhas lembranças são vagas, mas ainda me lembro dos relógios de pêndulo e do Menino Maluquinho montado num deles. Sim, a sabedoria é de Ziraldo. Num filme. Lindo e verdadeiro.

    Mas teu texto também foi bem interessante de ler. Gosto dessas metáforas - ou mesmo comparações - criativas. Ainda mais quando tem metros e metros de profundidade sapiente.

    Nós, seres humanos, temos uma relação tão íntima com o tempo, que deveria, talvez, apenas ser tão grande na velhice, quando ele seria o companheiro das última horas.

    ResponderExcluir

Obrigado por estar aqui.
Comente! Afinal este espaço também é seu.