segunda-feira, 2 de março de 2009

As águas de março

Pessoal, ando meio ausente do blog eu sei, mas estamos em março.
É triste não poder vir aqui me expressa com a mesma frequencia (frequencia sem trema não é a mesma coisa, malditas novas regras ortograficas!), mas saibam que é por um bom motivo. Ando bem ocupado com esse começo de ano, afinal o ano começa em março no Brasil. É mesmo, parei pra pensar agora, e isso é uma dádiva se você for pensar que é exatamente 00:00, descobri que o Brasil só tem 10 meses úteis, sendo que tem um que vale por meio, me refiro a dezembro.
Dizem que os índios tinham a mania de achar que um ano só tinha 306 dias, uns historiadores fofoqueiros disseram que os índios tupiniquins copiaram essa moda dos astecas só porque os caras eram meio avançados e contruiam coisas inexplicáveis. Depois ouvi falar que um português de nome desconhecido achou o máximo encurtar os dias úteis do ano, sendo que os dois primeiros eram perfeitos, já que o Sol predominava nessas terras. Ele contou isso para um tio, que contou para o filho, que contou para a namorada, que contou para a vizinha, que contou para a sogra, que contou para o marido... Logo o boato chegava a Portugal.
Sabendo disso Don João XI, que andava meio borrado por causa do Napoleão, decidiu que o Brasil, terra onde o ano começa em março, seria o local perfeito para ele fugir e criar um novo Império. E não é que a família real chegou exatamente em março? Foi decretado que uma nova era tinha começado, portanto março virou o mês oficial do começo ou do recomeço como queiram.
Alguns anos passaram. Nada mudou.
Independência, República, homem na lua, ditadura, sutiãs queimados, Collor, caras pintadas... o mundo e o país mudavam e lá estava março. Lá estava o brasileiro deixando tudo pra depois, pra começar mais tarde. Tom Jobim e Elis Regina imortalizaram março como o começo de tudo e o fim da canseira.
Viram só? Não é culpa minha, é culpa lá dos índios com a mania de imitar os astecas. Eu bem que tento vir aqui e postar, aliás tenho tantos memes para divulgar. Tento também visitar os blogs amigos, os que adoro ler, mas ta difícil. O ano começou e começou acumulado.
Obs: A maior parte das informações deste texto são frutos da imaginação do autor. Por favor, não falem essas besteiras na escola ou numa discussão de bar - principalmente se alguém estiver bêbado.
Ta tocando no iPod: Show Me The Way - Peter Frampton

6 comentários:

  1. Olá, Lennon!
    Gostei do teu blog!
    A descrição sobre você mesmo é muito interessante!
    Virei aqui mais vezes para ver qual a "cor" que você estará a nos mostrar!!

    Abraços,
    Jaquelyne

    ResponderExcluir
  2. Suuper legal esse texto Fábio!
    O meu ano também começa em março, claro, mas nunca havia seguido uma linha de raciocínio a respeito.
    Procrastinação é um problema crônico, da natureza brasileira!

    BEijo;*

    ResponderExcluir
  3. O seu humor é impagável e o seu texto saboroso!

    Você deve ser um cara muito engraçado, desses que fazem piadinha de tudo e de todos! Hahahahahahahahá!

    Inteligente você! Nos deu uma verdadeira aula de história.

    "Garçom, nesta mesa de bar...". Hauahauahauahauahauahaua! Gostei do comentário lá no blog. Valeu!

    Abração.

    Pedro Antônio - A TORRE MÁGICA - www.atorremagica.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Sublimes versos escapam das almas dos poetas
    Viajando até ao fundo dos céus como balões …
    Suspensos ficam no tecto brilhando poesias inquietas
    Reflectindo olhos orvalhados em prados de emoções

    Dedicado a todos
    Os poetas e poetisas
    Deste mundo,
    Os que já adormeceram,
    E aos outros
    Que ainda nem sono têm...

    Bem hajam!

    Uma boa sexta-feira e um melhor fim-de-semana…

    O eterno abraço…

    -MANZAS-

    ResponderExcluir
  5. Eu odeio quando eu nao tenho tempo para as coisas que eu mais gosto de fazer!
    Agora voltei a dançar.. espero manter isso, é uma coisa tão mágica! HAHAHA
    Março começa o ano.. comecei com o pé direito!

    Fabio, voce tem msn? :)
    É legal falar com gente que fala a mesma língua que a gente as vezes...

    ResponderExcluir

Obrigado por estar aqui.
Comente! Afinal este espaço também é seu.