quinta-feira, 2 de julho de 2009

Azul, NEGRO e BRANCO



Hoje é dia de decisão.
Eu quero muito que meu time chegue na final da Libertadores, afinal essa é a Copa que amamos, que somos obsecados. No entanto, eu quero vencer de forma limpa.
No último jogo entre Cruzeiro e Grêmio tivemos o polêmico episódio envolvendo os jogadores Máxi Lopez e Elicarlos. Um fato infeliz, que acabou tirando um pouco do brilho do que mais interessava naquela noite: o futebol.
O futebol é mágico porque é surpreendente. É o esporte mais amado do mundo, tanto que é capaz de parar guerras como aconteceu no Haiti em 2004. O futebol celebra a igualdade.
Não sei se Máxi Lopez realmente ofendeu Elicarlos. Milhões de hipóteses podem ser lançadas sobre isso, mas não quero defender ninguém, pois acredito que isso é um problema que a justiça deve resolver. O que não podemos tolerar é pessoas que acham normal a existência do racismo, do preconceito. Aliás, dizer que todo argentino é racista não é uma grave falácia? Um tipo tão mesquinho de preconceito quanto o racismo? É isso que tenho lido e ouvido nos grandes veículos de comunicação. Vamos parar com isso. Preconceito é ignorância, algo intolerável em um mundo tão antigo.
Como disse, hoje é dia de decisão e que seja um belo jogo, onde vença o melhor!



Ta tocando no iPod: Seja Até O Fim - Moptop

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por estar aqui.
Comente! Afinal este espaço também é seu.