sexta-feira, 30 de outubro de 2009

O Halloween e os brasileiros

Sou um daqueles que não se acostumaram com o Halloween no Brasil. Não que eu a che sem graça, pelo contrário, acho muito legal a ideia, apenas não me acostumei com ela. Há uns anos atrás nem era lembrado, depois passou a figurar em algumas festinhas juvenis, aos poucos foi entrando no calendário das grandes casas noturnas e hoje já existem uma expectativa em torno do dia 31 de outubro (este é o primeiro ano que sei a data exata do Halloween).
Aspirantes a revolucionários irão lamentar o fato. Dirão que os estadunidenses venceram mais uma guerra cultural. Não posso tirar um pouco da razão deles. Não imagino as crianças brasileiras batendo de porta em porta e falando a famosa frase "doce ou travessura". Longe de mim ser um Arnaldo Jabur Jr., só que nosso país não conhece o doce, só a travessura. Pois vejam só, ultimamente há muitas travessuras acontecendo e não ganhamos nenhum doce.
Traficantes derrubando um helicópitero? Travessura! Políticos criminosos sendo absolvidos? Grande travessura! A Amazonia sendo explorada por estrangeiros? Travessura! E assim vai...
Da mesma forma que entendo os pré-revolucionários, também entendo os que defendem o Halloween no país. É legal poder se fantasiar, usar a criatividade para dar pequenos sustos... Só penso que se vamos celebrar este dia, poderíamos ao menos nos dar ao trabalho de adptar a nossa cultura, não posso dar certeza, mas não conheço bruxas brasileiras. Pelo menos não igual aquelas do estrangeiro. Bom, se bem que até hoje não entendo como o Papai Noel pode suportar a passagem no Brasil com aquelas roupas tão pesadas...Podia ter uma roupa de verão né? Ou será que ele só leva presentes para os países do Norte?
Enfim, vamos curtir esse Dia das Bruxas (vejam que optei por terminar o texto com o título aportuguesado da festa)! Só vou achar estranho se daqui a pouco comemorarmos o Dia das Graças, com direito a desfile de balões pelas ruas.

2 comentários:

  1. Acho que o Halloween no Brasil nunca chegará a ser como nos Estados Unidos. E apesar de achar a evento bem bacana, não sou muito fã para apoiar isso aqui no Brasil.
    Dia desses eu li um comentário no twitter dizendo que "halloween no Brasil é igual escola de samba nos EUA, não combina", concordei.

    ResponderExcluir
  2. Espero que ao menos chamem a data, como você bem lembrou: de Dia das Bruxas.
    Acho sempre uma besteira quando alguém imita outro país, e como sempre os Eua, mas se comprar com o Japão é pouco o que os brasileiros fazem. Aqui o inglês entrou até no vocabulário e milhares de palavras não são mais em japonês, foram trocadas.

    O Dia das Bruxas ia pegar no Brasil, mais cedo ou mais tarde porque adoramos festas e se fantasiar. Ou talvez tirar a roupa, com a tendência que pegou nos Eua das mulheres virem com fantasias nada saudáveis, talvez isso chegue aí logo, logo.

    Beijão, fiquei contente com a visita. Se cuida.

    ResponderExcluir

Obrigado por estar aqui.
Comente! Afinal este espaço também é seu.