segunda-feira, 22 de março de 2010

Definições e Julgamentos

A vantagem de se ter insônia é que nos sobra tempo para pensar. E ando pensando muito ultimamente, já que não consigo ter uma noite de sono tranquila com frequência. Diria que isso esta acabando comigo, tanto fisicamente como psicologicamente. É como se tirassem de mim um direito que tenho, o de dormir. Meu desgaste é tanto, que ando esquecendo do meu querido diário virtual, lugar no qual eu falo muitas besteiras, mas são asMINHAS besteiras e nada melhor do que "besteirar" as vezes. Relaxa.
Outro dia eu até fiz um post enorme. Falei da morte do Glauco, da vulnerabilidade humana perante a morte, da implicância que tenho com o time do Santos e etc. Mas uma nuvem negativa resolveu parar na minha cabeça, quando acabei este post a internet travou e perdi tudo!
Bom, hoje resolvi aparecer. Tirar as teias de aranha. Besteirar...
Nada específico, nada viajante. Sei que tem pessoas que gostam de ler este blog, é estranho, mas elas existem, assim como os duendes, os homens fiéis e os torcedores da Portuguesa. São poucos mas existem! E eles merecem atenção.
Mil coisas passam pela minha cabeça. A vida é tão incrível ao mesmo tempo que ela pode ser tão chata. Na verdade, com o passar dos anos percebemos que a vida nada mais é do que um espelho das nossas atitudes. A partir desta definição, penso que a vida é cansativa, já que exige grandes esforços da nossa parte para dar certo. Mas isso é incrível e bonito.
O maior erro do ser humano é pensar que "ainda falta muito tempo...". Pensar isso é um desperdício, já que o tempo nunca vai ser "muito".
Gosto de acreditar que essa insônia duradoura tem sentido. Gosto de pensar que tudo tem um sentido. Talvez eu deva relaxar mais, pensar menos. Talvez, essa é a melhor palavra pra definir o exercício de viver.

Julgamentos
Neste momento, o que o brasileiro mais esta fazendo é julgar. O que o ser humano mais faz na vida é julgar. Acredito que dois acontecimentos estão em destaque: O julgamento dos Nardoni e o BBB. Antes que eu leve pedradas, não estou, em hipótese nenhum, equiparando a importância dos dois casos. Bem capaz que a morte de uma menina vai ser a mesma coisa do que um programa de TV. Só não podemos negar que os dois são os assuntos mais comentados no momento. O julgamento da morte da menina Isabela é tenso, lembra julgamentos cinematográficos, com testemunhas, surpresas e declarações polêmicas. Confesso que não consigo acreditar na inocência do casal. Além das provas, existe um elemento que me induz a condenar os dois: a falta de expressão em seus rostos e a frieza com que se colocam. Sem contar a arrogância do advogado dos acusados. Ridículo o modo agressivo com que ele se posiciona em relação à mãe da vítima... Como sou leigo me permito estas pequenas palavras. Já o BBB esta despertando amor e ódio nas pessoas. Muitas questões foram levantadas nesta edição, muitos valores foram colocados à mesa. O brasileiro condena a falsidade e a injustiça. Ontem vimos uma virada fantástica de Lia, seguramente uma das participantes mais chatas da história do programa, mas também uma das mais verdadeiras - apesar de muitos acharem a postura dela falsa. Ela estava condenada pelo público, sairia com quase 70% de votos. No entanto, seus rivais de jogo resolveram fofocar, falar mal e tripudiar. Dourado, o grande jogador, e Cadu ajudaram Lia ao bater na tecla de que Anamara só pensava no dinheiro. Colou. Talvez ela pensasse sim, mas nã ocom tanta intensidade como foi dito, mas o Brasil está cansado de ganância. O Brasil está cansado de pessoas que falam por trás como Dicésar, elas querem a verdade, mesmo que dita de maneira tosca como faz Dourado. Eles querem isso e o BBB permite que o Brasil, por um momento tenha o poder de eliminar e julgar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por estar aqui.
Comente! Afinal este espaço também é seu.