terça-feira, 14 de setembro de 2010

Campanha: Legenda branca NÃO!

Apesar do domingo chuvoso, resolvi ir ao cinema e assistir o tão comentado filme “A Origem”. O filme é fantástico, mas não é sobre ele que quero falar. Pelo menos não hoje. Durante a exibição do filme, eu me deparei com algo que me incomoda há muito tempo: a legenda branca. É algo que eu simplesmente não suporto, pois ler uma legenda branca é muito complicado quando o cenário é claro. A situação que sempre foi incomoda, tornou-se insustentável quando a história do filme se passa em uma região repleta de neve. Eu quase me perdi na história (que é complexa), a sorte é que a seqüência de cenas deu mais ênfase à ação. Mesmo assim é um desrespeito com o público que não domina o inglês e é privado de algumas falas. Neste momento eu pensei: será que só eu me incomodo com legendas brancas? Só eu acho um absurdo isso?
Não quero ser um chato e apelar para discursos que argumentem “no meu tempo de guri”, mas infelizmente vou ter que usar esse recurso. Há alguns anos a legenda era amarela, e eu não sofria com esse problema. O maior absurdo que eu vi foi em um dos filmes recentes do Star Wars, em que o cenário era completamente branco e a legenda teve que ser colocada na vertical, em cima do personagem. Juro!

A
s
s
i
m

ó


Foi patético, principalmente porque a solução parece ser tão simples: contornar, basta contornar. Se houvesse contorno preto nas palavras, não haveria problema algum. A ironia é que quando o filme sai em DVD as legendas são amarelas e contornadas.
Enfim, lanço a campanha “Legenda Branca NÃO”. Espero que meus fiéis seguidores se identifiquem com ela e me concedam apoio. Se alguém souber o motivo da legenda branca no cinema, fique à vontade, esclareça minha possível ignorância.

Novidades no Clube
Caros sócios, pensando em vocês, o Clube do Camaleão está realizando modificações na sua estrutura. Agora é possível acessar o histórico do Clube, na aba logo abaixo do cabeçalho do blog. Há uma explicação sobre o surgimento do nosso espaço e do motivo do nome. Espero que gostem.


Ao som de: Peter Frampton - Show me The Way

7 comentários:

  1. Eu me perdi em Inception, até hoje não entendi. Quero assistir denovo pra tentar. Mas, já que não é do filme que estamos falando, também sou totalmente a favor da campanha anti-legendas brancas. Isso é uma putafaltadesacanagem. Nunca vi um filme com legenda vertical, mas deve sar nó no cérebro!


    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Pois é, até hoje não entendi o que você não entendeu... hehehehe
    Bom, na verdade foi apenas uma frase em vertical, há 8 anos atrás. Bagaceiro demais.

    ResponderExcluir
  3. Aderindo à campanha!

    Não sem antes contar que quando as legendas brancas começaram, eu achei uma gracinha. Branco é muito mais discreto do que aquele amarelão e por um tempo foi tudo ótimo. Até que eu também comecei a perder palavras em meio aos cenários.
    Tava pensando nisso esses dias quando vi a legenda branca na propaganda de um seriado (ótimo: The Middle) e eu não consegui ler!! Fiquei P da vida e essa campanha não veio em melhor hora. Faz parte das coisas que eu já pensei em reclamar mas não o fiz. Obrigada pela iniciativa, haha.

    ResponderExcluir
  4. Concordo plenamente... já não bastava algumas legendas serem muito mal formuladas/traduzidas, agora isso. Fail total! NÃO ÀS LEGENDAS BRANCAS!!!

    ResponderExcluir
  5. Inception é lindo demais, um dos filmes mais fodas dos últimos 2 ou 3 anos.

    E legenda branca é nojento.

    Mas vim comentar mesmo (faz tempo que não passo aqui) pra elogiar o layout, tá muito bom :)

    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Não vi Inception ainda, mas deve ser, no mínimo, mais uma investida brilhante de Christopher Nolan, para mim o cineasta mais fantástico surgido no nosso século.

    Quando as legendas: legendas brancas são um saco mesmo, impossível acompanhar, eu tenho sorte que sei o bastante de inglês para manter o fio da meada do filme quando isso acontece. Não gosto da estética das legendas amarelas, mas o contorno seria uma solução perfeita, de fato.

    Fábio, passei por aqui para te convidar a ser o próximo entrevistado do Anagrama. Estou um pouco em cima da hora, mas se você me responder até domingo, na segunda te envio as perguntas e, se for possível, precisaria das respostas até sexta, pode ser? Não sei se tenho seu e-mail...

    Abraço! :D

    ResponderExcluir
  7. Gente, só um detalhe: saber inglês ajuda, às vezes eu me viro, mas e se o filme ou se a fala não for em inglês? Se é um diálogo em mandarim, japonês ou grego?
    Além disso têm excelentes filmes de origem européia e latino americana, com idiomas diversificados.

    É complicado.

    Contorno JÁ!

    ResponderExcluir

Obrigado por estar aqui.
Comente! Afinal este espaço também é seu.