sábado, 12 de maio de 2012

Músicas sobre mães


Hoje resolvi fazer um post diferente. Não vou fazer um texto sobre minha mãe nem sobre mães. Vou falar sobre 4 músicas que SEMPRE me fazem pensar sobre meu relacionamento com a minha mãe, músicas que traduzem o que sinto por ela.

Escolhi 4 que representam isso muito bem, vamos a elas.

Dance- Nas

I'd give my life up
Just to see you one more day
To have...        

Sem dúvida é a música mais triste de todas. Em 2002, pouco antes de lançar o álbum “God’s Son”, Nas, o rapper vivo mais talentoso do mundo, perdeu sua mãe precocemente. Ann Jones morreu vítima de câncer de mama e foi homenageada com a música “Dance” por seu talentoso filho.
Na música, Nas diz que tem um sonho: gostaria de poder dançar somente mais uma vez com sua mãe. A letra é poética, a melodia é triste. Talvez você não goste muito dela quando a ouvir pela primeira vez. Ela não é comercial... O que me faz amar ela é a sua beleza singular, sua profundidade cheia de sentimentos. Se você entrar no contexto, vai sentir toda dor que Nas estava sentindo quando a fez, e aí vai entender o que estou falando. É uma tristeza que faz pensar sobre como podemos abraçar mais nossas mães, pois um dia teremos que viver sem elas por perto.
Uma curiosidade: o pai de Nas, Olu Dara, que é músico, participa da música. O trompete que finaliza a canção é tocado por ele.       





Hey Mama – Kanye West

(Hey Mama), I wanna scream so loud for you, cuz I'm so proud of you

Kanye West é um gênio da música atual, sem dúvidas. Mas, volta e meia sua genialidade o faz parecer um idiota, já que seu ego e suas extravagâncias às vezes são proporcionais ao seu talento. No entanto, um Kanye  suave e carinhoso canta Hey Mam. Aqui o bom filho se manifesta, querendo dizer ao mundo que ama sua mãe e que ela é sua melhor amiga desde sempre.
A letra de Hey Mama é impressionante! Talvez a melhor letra dele. E a melodia é animada e quente como um abraço apertado. Infelizmente essa música hoje em dia é cantada com os mesmos traços de tristeza de Dance, já que Donda West também morreu precocemente em 2007, vítima de uma complicação em uma cirurgia estética. Em 2008 ele fez uma emocionante homenagem a ela no Grammy, é difícil achar o vídeo, mas vale a pena assistir. 





Dear Mama - Tupac

Laaady,don't cha know we luv ya
Sweet Lady,place no one above ya
Sweet Lady,don't cha know we luv ya

O relacionamento de Afeni Shakur e Tupac sempre foi intenso e cheio de altos e baixos. Afeni fez parte do movimento Pantera Negra, que lutou pelos direitos dos negros nos anos 60. Foi presa quando estava grávida de Tupac e se viciou em crack durante a infância dele. Ao mesmo tempo que lutava contra seus dramas pessoais, ela sempre o incentivava a tentar o melhor. Tupac estudou arte numa das melhores escolas de Nova Iorque, graças ao empenho dela, por exemplo.  
Durante uma fase da sua vida, Tupac saiu de casa e se afastou da mãe. Afeni venceu sua luta contra as drogas e conseguiu reestabelecer uma relação com o filho, que se tornou marcante para todos os fãs do rapper. 
Em 1995, Tupac lança a música Dear Mama, onde conta a todos a luta da sua mãe para criá-lo e o carinho e amor que sente por ela. Dear Mama tem uma letra cheia de carinho, onde vemos um Tupac, geralmente de tom forte e elevado, calmo e suave. Uma das frases mais bonitas da música expõe o drama de Afeni e soa quase como um perdão do filho que diz “E mesmo sendo uma viciada em crack mamãe, você sempre foi uma rainha negra, mamãe”. É uma frase linda, crua, cheia de verdade e sentimento, como todas as músicas do Tupac.Ele não omite que ela teve seus erros, mas entende que passou a entender as dificuldades que eles viveram, e que é difícil para uma mulher criar um homem sozinha, como ela criou. 



I'll Be There – Jackson Five

"I'll reach out my hand to you
I'll have faith in all you do
Just call my name and I'll be there"

Nenhuma música lembra mais a minha mãe do que essa. Quando eu era pequeno, minha mãe adorava essa música e todas as lembranças da minha infância têm ela como trilha sonora. Hoje, vendo o seu significado, ela tem ainda mais sentido pra mim. Talvez a letra não seja destinada a uma mãe ou a um filho, mas ela fala sobre sempre estar presente nos momentos em que uma pessoa amada precisar. É assim que vejo meu relacionamento com a minha mãe. Sei que por mais que eu faça besteira, ela sempre vai estar comigo. Como diz o Kanye em Hey Mama, se eu escolher um caminho totalmente oposto ao que a minha mãe imaginou pra mim, sei que ela vai me apoiar do mesmo jeito. Ela sempre esteve por perto, sempre estará. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por estar aqui.
Comente! Afinal este espaço também é seu.