domingo, 7 de outubro de 2012

Porque Avenida Brasil é BOA




Você tem as suas pedras. Seus velhos preconceitos e ideias fixas. Está cego, louco pra me mandar à merda. Me acha um babaca alienado, só porque eu curto a Carminha. Por isso, resolvi encarar, tentar me explicar. Preciso? Óbvio que não. Mas gostaria. Muito mais para entender um fenômeno do que para te dar justificativas.
Como está tudo no mesmo saco, vamos lá. Eis porque Avenida Brasil é uma boa novela.
Pra começo de conversa, Avenida Brasil é boa porque é uma novela. É isso aí. Por ser uma novela, ela é fadada a ser repetitiva, repleta de clichês e extremamente cansativa. Por muito tempo, Avenida Brasil fugiu disso. Mérito para o excelente roteirista, João Manuel Carneiro, que já havia conseguido essa proeza em A Favorita, outra novela que me chamou atenção. Há outros trabalhos de destaque, mas sugiro que você consulte o nosso amigo Google, pois eu não quero um texto longo.
É complicado para um autor bancar a ideia de uma mocinha que é vilã. Ou pelo menos que age boa parte da trama como uma vilã. Isso rendeu à novela várias reviravoltas, dando um fôlego pouco visto nesse meio. Aí você cita alguns erros, como o fato da Nina desconhecer um pendrive. Te desafio a escrever 180 capítulos, com 80 personagens, tendo prazos ridículos a cumprir e sofrendo pressão da audiência e da emissora. É foda ser roteirista no Brasil!
Além do autor ter cumprido um bom papel, os atores se superaram. Atuações brilhantes deram mais ênfase ao ponto central da novela.  Não seria exagero indicar Adriana Esteves ao Emy, por exemplo.
Outro fator positivo da novela foi o equilíbrio entre drama e humor. Ok, teve horas que achei que o Divino tinha virado um quadro do Zorra Total. Mas isso foi raro e é culpa dos fatores que citei antes. Destaque para o Cadinho, claro.
A novidade, e talvez esse seja o ponto mais positivo da novela, foi a integração entre televisão e internet. Foi muito legal ver a participação do público na composição dos personagens. Se antes o povo tinha uma cara meio abstrata na           hora e opinar, agora ficou claro o que pensavam, como viam determinado elemento da história.  As pessoas potencializaram personagens, criaram bordões. Foi interativo demais!
Agora eu já sei. Você continua incrédulo. Como posso gostar de uma novela? Ainda mais da Globo! É simples, meu amigo, eu vejo tudo isso como entretenimento. E entretenimento nada mais é do que uma grande besteira para aliviar nossos estresses diários. Eu não levo a sério o que dizem ali, eu não sou influenciado. Minha atenção com novela é outra.
São válidas as críticas à novela. Eu sempre curti oposição. Só não me venha com o mesmo papo de sempre, com as mesmas ideias negativas que você tinha sobre as outras novelas, porque essa, de alguma forma, soube ser diferente.

#OIOIOI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por estar aqui.
Comente! Afinal este espaço também é seu.